sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Breves notas sobre a obra e a autora de Pedra Dura


Podemos perguntar por que razão a acção do romance se situa em África. A resposta é simples: a Sara nunca visitou este continente, no entanto, nutre um grande fascínio por esta terra encantada e de encantamentos. “Nasceu e viveu” espiritualmente neste canto do mundo através de alguém próximo da família que lá viveu talvez os seus piores dias e que, mesmo assim, lhe imprimiu e aumentou a vontade de conhecer o referido continente. Não o fez presencialmente, mas com a criação deste romance que será também uma viagem aliciante para qualquer leitor.
Quanto ao fio condutor deste romance, as seitas religiosas, deve-se ao facto de, na sua família, conviver com esta realidade. Por outro lado, o acontecimento que motivou a escrita deste romance foi dos últimos suicídios em massa dos últimos tempos. Estes dois aspectos acabaram por unir dois interesses – o amor a África e a tentativa de compreender melhor o que leva as pessoas a aderir a seitas que se dizem defensoras e iluminadas por Deus e cometem atrocidades destas.

Psicologo Francisco Pintado

1 comentário:

EMF disse...

Africa...Um continente mais "negro" que a sua maioria populacional...E terra varrida pela fome,pela guerra por homens maus que nascem do povo e crescem como opressores do mesmo.No entanto e sitio onde um homem se senta junto ao Kilimanjaro e olha em seu redor e decobre as suas raizes mais do que fisiologicas mas sim verdadeiramente espirituais.Africa minha...Coração teu.